Início Arquitetos Tecnologia é aliada de quem pretende ter uma renda extra

Tecnologia é aliada de quem pretende ter uma renda extra

68
0

Situação econômica do país demanda perseverança de profissionais. Tecnologia pode ser aliada tanto da recolocação quanto para se obter uma renda extra, desempregado ou não.

O cenário econômico brasileiro não é nada bom para quem está desempregado. É o que apontam dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): a organização aponta que o contingente de desocupados já ultrapassou os 12%. Além das dificuldades financeiras, essa situação traz, ainda, outros prejuízos ao profissional, como o aumento de chance de sofrer de males como depressão e ansiedade, já que a desocupação tende a prejudicar a autoestima de praticamente qualquer pessoa.

Se a taxa de desempregados ainda é alta no Brasil, buscar um emprego ou uma renda extra tem se tornado mais fácil nos últimos anos. Isso acontece devido a fatores como o desenvolvimento de novos recursos tecnológicos que têm aproximado empresas com vagas disponíveis a candidatos interessados nelas ou mesmo diferentes meios de exercer serviços através da internet para ter uma renda.

Tecnologia é de grande ajuda para conquistar recolocação
Há várias maneiras de se conquistar a tão sonhada recolocação no mercado de trabalho. A forma mais clássica, ir pessoalmente a diversos estabelecimentos e deixar seu currículo, ainda é utilizada por muitos pretendes a uma vaga. Mas por mais que isso possa ser eficaz, é interessante ter em mente que, graças à tecnologia, há outra maneira mais prática de se fazer isso: enviar currículos via internet. Seja por meio de sites especializados, páginas de empresas ou até mesmo em redes sociais, é possível conectar-se com recrutadores sem sair de casa. Com isso, ganha-se em comodidade e rapidez e a busca por uma nova posição tem um custo menor.

Independentemente do método escolhido para se fazer notar pelos estabelecimentos, é preciso ter em mente que, caso o profissional não tenha as habilidades requeridas pelo mercado, ele dificilmente se destacará perante os recrutadores. Mais uma vez, a tecnologia pode ajudar: graças a ela, é possível se qualificar sem sair de casa, até mesmo de forma gratuita. Isso pois diversas instituições oferecem cursos nas mais variadas áreas do conhecimento, o que ajuda a destacar qualquer profissional perante o mercado.

Com ou sem emprego, renda extra é bem-vinda

Durante o período da busca por um novo emprego, boa parte das pessoas procura uma maneira de obter uma renda, e, assim, se sustentar até que a recolocação chegue. Do mesmo modo, muitas pessoas empregadas também têm essa pretensão, já que o custo de vida tem aumentado consideravelmente em todo o país, bem como o temor do desemprego.

Mais uma vez, a tecnologia pode ser de grande ajuda. Com a popularização da internet, hoje, existem várias possibilidades para quem quer praticar serviços ou vender produtos e, assim, ampliar sua fonte de renda. É possível, por exemplo, tornar-se um produtor de conteúdo digital. Seja por meio de um blog tradicional ou um vlog, é possível escolher um nicho, construir sua reputação dentro dele e, com isso, atrair o interesse de marcas importantes que buscam associar-se a esses canais para promover sua imagem e ampliar as vendas. Desse modo, com a comercialização de anúncios ou comissão sobre vendas, é muitos conseguem obter uma excelente fonte de renda.

Quem não gosta de se expor também dispõe de uma série de opções. Uma delas é abrir um comércio eletrônico, ou seja, um e-commerce. Isso é facilitado por recursos como a possibilidade de se registrar como microempreendedor individual (MEI) e pela existência de plataformas simplificadas para a criação de sites. Pode-se até mesmo montar uma loja sem dispor de um domínio próprio ou de produtos próprios para vender, por meio de plataformas de marketplace na internet onde é possível vender produtos de marcas famosas e ganhar comissão sobre o que for comercializado.

O melhor de tudo é que, através da internet, também é perfeitamente possível transformar um hobby em profissão. Por exemplo: pessoas que gostam de cozinhar podem se promover como chefs a domicilio pela internet. O mesmo vale para entusiastas da fotografia, que podem ser promover na rede e, assim, conquistar clientes.

Há ainda uma opção que nem sempre é considerada por quem busca uma renda extra: apostar em sites esportivos. A prática, normalmente amadora e realizada por diversão, pode se transformar em uma boa fonte de dinheiro. Para tal, é preciso tomar atitudes como a especialização em um esporte, o afastamento de partidas nas quais o time de coração esteja envolvido e a análise meticulosa dos resultados das equipes e/ou dos atletas acompanhados.

Da mesma maneira, é possível dedicar-se a uma atividade análoga: o trading esportivo. Nele, ao invés de investir em resultados específicos, trabalha-se com a compra e venda de odds, ou seja, de chances. Como o trading opera de modo semelhante à bolsa de valores, é possível ganhar dinheiro antes mesmo do encerramento da partida, já que os odds podem ser comprados e vendidos durante o seu andamento.

Vale ressaltar que, independentemente da opção escolhida para se ter uma renda extra, é preciso ter alguns cuidados. O primeiro deles é com a gestão do dinheiro: tanto no caso das apostas quanto do trading esportivo, é essencial fazer uma boa gestão do capital investido. Do contrário, o caixa dificilmente ficará equilibrado.

Da mesma maneira, é essencial usar uma plataforma confiável para realizar as transações. Alguns sites de apostas esportivas oferecem até mesmo bônus para novos membros, de modo que é possível começar a apostar sem comprometer muito o orçamento.

Fonte: https://www.ocafezinho.com/2019/08/02/tecnologia-e-aliada-de-quem-pretende-ter-uma-renda-extra/

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui